Sobre Estar de Volta

Depois de muito tempo, olá!

Pois então, realmente estive fora por alguns dias . Um impedimento de acessar a internet (modem quebrado) lhe dá oportunidade, ou ao menos deixa com vontade, de fazer outras coisas  que não são interessantes no primeiro instante. Tive um prazeroso final de semana em São Bento do Sapucaí onde ocorreu o Roça in Festival – um festival de rock, música popular brasileira e de boa comida também. Lá comi o melhor arroz com feijão, linguiça e polenta da região, rs.

O mais interessante do festival foi a presença da Companhia Cultura Bola de Meia cantando a história de Dito Pituba, um santeiro de muitas façanhas. Cantando um pouco de Congada e Folia, chamaram a todos para dançar e brincar junto com eles.

Site da Companhia

Sem mais delongas, gostaria de dizer que é muito bom estar de volta e poder escrever a vocês novamente. O texto-comentário da poesia Memória de Guerras em breve estará pronto, separei uma música que dirá muito a quem estiver aberto a ouví-la. Quero muito que aproveitem.

Em breve o nome do nosso blog mudará, então o nosso endereço mudará consequentemente. A decisão final ainda não está tomada mas estamos planejando algum nome que vá agradá-los. Antes que nos mudemos, farei questão de avisá-los com alguma antecedência.

E para terminar este pequeno recado deixo este poema, uma dedicatória ao meu primo Victor Vianna que ontem me escreveu em um prato de papel de festa o início desta passagem que tanto aprecio e agora compartilharei com vocês:

Autopsicografia

“O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.

E os que lêem o que escreve,
Na dor lida sentem bem,
Não as duas que ele teve,
Mas só a que eles não têm.

E assim nas calhas de roda
Gira, a entreter a razão,
Esse comboio de corda
Que se chama coração.”

Fernando Pessoa

Não quero discutir a veracidade dos sentimentos dos poetas, mas será que toda palavra deles era completamente verdadeira em grau e profundidade? Ou era consequência da situação?

Pensem nisto. ;)

~Luiz Felipe

Anúncios

Sobre Lipeh

Caminha, toca, pensa e repara. Aprecia o que é incomum e gosta de brincar com palavras, sons. Convida as pessoas a buscarem epifanias, usarem os sentidos como inspiração de vida e dormirem felizes caso não alcancem-nas. Valoriza a beleza diferente, o incerto, a família, os erros, o ser humano. O Ser Humano.
Esse post foi publicado em Life Log, Textos e Extraídos e marcado , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Sobre Estar de Volta

  1. Guil5566 disse:

    pelo nome do evento jamais esperaria rock e mpb õ.o

    bosque da princesa…. WAT

    o novo nome com certeza será de agrado de todos!

    bem q reparei q o 1º verso eu conhecia…
    mas é um fato, o poder da palavra q nos faz sentir oq o poeta tenta passar, seja verídico ou não, é transmitido para os leitores… pobre coração.
    e pobre poeta, que seja do calor do momento ou realmente do estado de espírito, duradouro ou não, sofre e sorri, sem conseguir transmitir com exatidão o que sente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s